Quinta, 22 de Novembro Que Situação por Flávio Rezende

Recuperação? ADVOGADOS acreditam

Ligo a TV e ouço uma advogada falando que precisamos valorizar as medidas protetivas, socioeducativas etc. 
É o discurso do advogado, que assim ganha em cada etapa dessa, tendo oportunidade de ampliar honorários e dobrar salários com medidas cada vez mais solidárias aos criminosos. 
A sociedade precisa e clama por medidas protetivas para si e sabe que são raros os casos em que essas medidas funcionam de fato regenerando meliantes, estando farta de constatar que essas medidas tem dado sim liberdade para novos crimes, assaltos e estupros,  tornando seus beneficiários empoderados na criminalidade e na repetição sistemática de seus malfeitos.
Depois dos 50 temos oportunidade de ver o que funciona e o que é só filosofia, chegando a conclusão aos 57 que esses pilantras só mudam ou por Jesus ou por um sistema prisional duro,  como duro e insensível eles são na hora que estão armados, drogados e cheios de vontade de exterminar vidas e colecionar objetos. 
Que situação, rapaz..

Quinta, 22 de Novembro Que Situação por Flávio Rezende

Posts diversos

Acordo para a vida e zapeando por grupos de Watts vou vendo considerações sobre a Black Friday. Uns indicando, outros alertando, quando leio um atrás de botecos com promoção e, outro, pasme, querendo saber se haverá promoção de periquitas em algum estabelecimento de recursos masculinos. 
Venho percebendo o crescimento vertiginoso dessa invenção americana, mas jamais imaginei que chegasse a tanta penetração. 
Que situação, rapá...

A lei do Karma preconiza que toda ação corresponde a uma reação. 
Os nomeados por Bolsonaro em algumas áreas são as pessoas mais capacitadas para buscar reparar danos ao patrimônio público e identificar malfeitores. 
Até nas relações exteriores o cabra vai caçar corruptos. Ponto positivo máximo. 
O brasileiro foi sacaneando demais por pessoas em áreas diversas e só a punição inibirá continuidade. 
Fico imaginando se Haddad tivesse vencido. Certamente estaríamos assistindo um desfile de nomeações para fazer justamente o contrário. 
Seria o paraíso da impunidade, a soltura dos indecentes, o governo dos corruptos. 
Ave Maria, que livramento tivemos.
Que situação, rapá...

Uma amiga querida e feliz foi barbaramente morta no interior. Outra amiga queridíssima foi assaltada na UFRN, setor II, batalhadora incansável, assisto todos os dias notícias tétricas de mortes, assaltos, estupros, violências. 
Não acho que a educação vá inserir esses monstros no mundo do arrependimento. Vejo impassível eles tendo mais chances de repetir erros, fazer mais vítimas, ampliar maldades, dobrar vítimas, emparedar seres, matar mais, roubar muito mais, sob a advocacia das esquerdas, a benevolência dos direitos humanos, a complacência dos padres e petistas boffianos. 
Queria não ter razão, não pensar assim, não chegar a essas conclusões, mas a realidade é uma, filosofia outra. 
Se for pelo ideal educacional e religioso, assistiremos desfile de funerais, rezas em profusão, mortes em duplicação. 
Bandidos só com reclusão, penas severas, restrição de liberdade, eis a realidade. 
Que situação, rapá...

Sexta, 16 de Novembro Que Situação por Flávio Rezende

Posts diversos

Se os médicos cubanos pudessem falar o que querem em uníssono diriam: governo cubano vá a PQP...
Que situação, rapá...

Tenho prestado atenção a Lula nos julgamentos. O capo é assistido por advogados diversos, caríssimos, mas só diz besteiras, inconsistências, babaquices, mostrando claramente sua arrogância, culpa e falta de preparo para situações sérias. 
Lula vai passando para a história como um papudinho piadista, malandro, ilusionista, encantador de devotos telettubies, uma decepção. 
Vai colecionar penas.
Que situação, rapá...

Os petistas parecem que não se tocam que perderam o poder. 
Toda indicação ficam de mimimi.
O governo é outro, não ganhou para fazer o mesmo, ganhou para mudar tudo. 
Está até decepcionando muitos dos seus eleitores por causa de certos recuos.
Não tem choro, o recado do eleitor foi para seguir o Norte da direita. 
Que situação, rapá...

Governo devia chamar médicos venezuelanos.
Livrará muitos da ditadura chavista e devem ter uma qualificação melhor que a cubana. 
Que situação, rapá...

 

Terça, 06 de Novembro Que Situação por Flávio Rezende

Posts diversos

Tenho a impressão que Sérgio Moro no Ministério vai poder revelar, descobrir, mostrar os trilhões de dólares em contas secretas, detonando de vez os falsos democratas e os santos do dólar oco ainda encobertos. 
Não vai sobrar pedra sobre pedra. Ele só aceitaria o cargo se fosse para acabar de implodir o mecanismo. 
E só uma pessoa como Bolsonaro o chamaria para a missão, dando carta branca. 
Que sorte a nossa com essa eleição. 
Que situação, rapá...

Aviso aos navegantes. Eu exponho aqui meus pontos de vista e excetuando pessoas públicas, principalmente políticos, não cito e nem nomino aqui evitando que as pessoas sejam criticadas naquilo que elas pensam. 
Mas tem uns petistas me expondo em suas páginas, deturpando posts e me expondo aos seus seguidores, inclusive não permitindo que me defenda, colocando as postagens acessíveis só aos seus ou simplesmente me excluindo. 
Aviso, a partir de agora, revelarei seus nomes aqui, seus motivos e alguns processarei.
Vamos a luta.
Que situação, rapaz...

Não sei se estou envelhecendo e ficando careta, mas os programas da Globo estão uma boa bosta. 
A TV está ficando inasistível.
Que situação, rapaz...

Nos últimos 15 anos adotei individualmente ou com minha esposa, três jovens de Mãe Luiza, um de cada vez, proporcionando aos mesmos estudos, bens materiais, amor e conselhos. 
Chamava de adoção social. Na maioridade voltaram as famílias. 
Um hoje faz Uber, gerencia apartamentos de aluguel e está montando uma distribuidora. 
Outro montou uma barbearia.
A mulher ajuda eles e faz bicos de babysitter. 
O comunismo propõe o fim da propriedade privada e muitas famílias são obrigadas a aceitar visitantes a força. Ficam todos incomodados e a energia baixa.
Deixemos a sociedade se regular. Quando o bem prevalece, todos sentem disposição em ajudar.
Forçar barra não produz solução. 
Que situação, rapá...

Sábado, 03 de Novembro Que Situação por Flávio Rezende

Posts diversos

A disposição do futuro governador carioca e do presidente brasileiro de utilizar sniper para eliminar bandidos com fuzis, pode, num primeiro momento assustar. 

Devemos pensar que numa guerra convencional, não existe esse pensar. Quando o inimigo está na mira, fogo, e todo mundo acha o certo a fazer.

Bandidos armados com fuzis são inimigos e a guerra é real. Não tem diferença entre atirar num bandido com fuzil e um estrangeiro invasor. 

Um quer nossas terras para usufruir de nossas riquezas. O outro quer nossas vidas para usufruir de riquezas. 

Bala nos dois. Sniper neles. 

A petezada certamente vai se posicionar #elenão e querer deixar os bandidos vivos. A maioria da população vai dizer #elesim, optando pela vida para quem merece a paz.

Que situação, rapaz...

 

Petistas têm uma visão toda particular da vida.

Se consideram lúcidos e que percebem as coisas como são e, nós, perfeitos idiotas.

Na real são desonestos, míopes, desprovidos de clareza e, nós,  apenas pessoas normais. 

Está bom, ótimo,  melhor assim, a normalidade nos humaniza, sintoniza nossas antenas com os anseios populares.

Petista hoje é canal a cabo, somos abertos, petista é tese,  somos redações,  petista é elite,  somos povão. 

Que situação...

 

Quinta, 01 de Novembro Que Situação por Flávio Rezende

Supremo apequenado

O governo federal tem muitas repartições, cada uma prestando algum serviço ao público. 
Imagina se ao ser atendido no INSS,  seja pelo perito, médico ou técnico administrativo, o cidadão tivesse que ouvir um discurso dele sobre sua percepção política, com o barnabé tentando doutrinar a pessoa para sua posição?
Imagina isso na Receita Federal, no Incra, Ibama, Fundação Nacional de Saúde, Banco do Brasil, Funai,  DNIT ou no Ministério da Cultura?
O camarada ia dizer, pô, o cara pirou, querer me tutelar numa partição pública? Tá errado.
Vamos falar sobre isso num bar, lá em casa, no cafezinho da esquina né?
Aí nas universidades,  que são repartições públicas iguaizinhas as outras, os professores ungidos de uma diferenciação mística superior gold very special, acham que é normal doutrinar,  falar sobre política, direcionar,  sugerir,  manipular.
Como detém o poder de aprovar/desaprovar, já tem os alunos naturalmente submissos,  acuados, medrosos, aí  alguns deitam e rolam, só sugerem livros,  leituras,  teses e monografias que corroboram com seus caprichos e, ao menor sinal de rebeldia a seus princípios políticos, argumentam, esbravejam e ridicularizam os que arriscam objeção. 
São todos? Não. Mas tem.
Não é crível querer isonomia entre todas as repartições públicas e deixar o babado político para a esfera pessoal?
Para uns parece difícil,  pois se especializaram só em querer aliados para o que pensam, e não seres livres com senso crítico para uma reflexão democrática. 
Aliás, democracia é  hoje a tese mais falaciosa da esquerda universitária. 
Estão vendo os vídeos da intolerância? Simples apoiadores de Bolsonaro sendo expulsos aos gritos nos ditos espaços democráticos?
Malditos, falsos, corrompem a neutralidade do serviço público e tem no STF a cúmplice e medíocre parceria de apoio à um espaço intolerante. 
O supremo se apequenou, confundindo liberdade de expressão, com libertinagem de eleição. 
Que situação, rapaz...

 

Quarta, 31 de Outubro Que Situação por Flávio Rezende

Posts diversos

Tenho vontade e inspiração para escrever sobre um monte de coisas e, apesar de não temer muita coisa, temo sim a patrulha ideológica que se instalou, fruto de anos e anos de esquerdismo fascista.
Muitas vezes dá vontade de abordar certos assuntos, ai penso na família, na esposa, no linchamento que pode rolar, ai desisto.
Aqui na UFRN ouço depoimento de alunos, funcionários e até professores, sobre o radicalismo que impera na área de humanas, confessando a vocês que até temo a explicitação de algumas posições em determinadas ocasiões, tal a violência verbal e até física que podem rolar.
Um amigo professor, até de esquerda e homossexual, sofreu na mão desse pessoal, por uma atitude correta que tomou no passado.
Enfim, a tal democracia que tanto vomitam, é só farsa, são na verdade ditadores e estão torcendo todos os dias que se instale, uma, para poder colocar para fora todo ódio que possuem, passando a atacar de fato, quebrar e até matar.
Boa parte das coisas negativas que acontecem, eles mesmos produzem para culpar a direita.
Fascismo é a palavra ideal para essa turma. Cheios de preconceitos, exalando ódio por todos os poros, seguem a cartilha de Hitler e acusam os demais, do que eles são.
Estão passando. Bote quente neles Bolsonaro, arrocha o colorau.
Que situação, rapaz...

Esse tal de Marcelo D2 vai se afirmando como o símbolo da esquerda. Preconceituoso, sem dominar a língua, em todos os sentidos, entende bem de desafinar e de produzir asneiras.
Os bons fumadores de maconha, que usam a erva para uma produção intelectual decente, devem estar morrendo de vergonha desse sócio idiotizado pelo lulopetismo.
Queria ver no palco esse imbecil com a Mercury, a múmia do Floyd e outros babacas que vêem em Lula um herói.
Na plateia, teremos as lágrimas do professor e a violência do Boulor, numa mistura simbólica do time perdedor.
Com o D2 deixo o ritmo do evento, ficando o Mano Brown com a despedida no Funk da Sinceridade.
Que situação, rapaz...

O PT quer liderar a oposição? O PT não entendeu nada. Será muita sorte se for aceito pelo bloco que está se articulando. 
Fosse eu deste bloco, dispensava presença desses devoradores de cargos, desagregadores, envergonhadores da esquerda, saqueadores, coveiros. 
Os votos no PT foram o #elenão, conheço muita gente antibolsonaro e igualmente anti PT.
Se fosse pelo PT não haveria os votos dados. O Fora PT deve ser uma bandeira de todos. 
Deixa essa entidade se manifestar só no terreiro da indecência e do egoísmo.
Xô, chega pra lá, que situação, rapaz...

Concordo com convite para Moro ser ministro da justiça. Temos uma Ferrari andando por ruas de paralelepípedo, quando a máquina pode rodar bem em asfalto de primeira, fazendo acelerar o que tanto queremos, uma limpeza no autódromo e uma maior celeridade as boas regras do campeonato.
Aceita Moro, que situação, rapaz...