o espaço das minhas coisas

Quarta, 17 de Abril Que Situação por Flávio Rezende

Que situação...

Se uma matéria jornalística isenta, tecnicamente correta, imparcial recebe censura apenas por citar presidente do Supremo, avalie quando for uma para torar mesmo mostrando o cabra como corrupto. 
Ave Maria, vai fechar até a mãe de pantanha.
Que situação, rapaz...
Ps - PT acusou 17 de ditador e esqueceu do seu advogado e cria, esse sim o verdadeiro déspota, da escola de Lula, PT, os verdadeiros amantes de ditaduras e ditadores.

Na UFRN a narrativa da democracia continua como uma tese. A ADURN promove eventos com nome de Na Trilha da Democracia, mas só convida palestrantes da esquerda, num sinal de que a democracia relativa dela tem direção certa, já na eleição para diretor do CCHLA, agendada para a próxima semana, as regras do jogo mudaram, com o voto dos professores valendo 70%, ficando os 30% restantes para funcionários e alunos, certamente votos sem classe, sem valor, no jogo de cena democrático que professores gritam, mas que o eco revela falsidade.
Que situação, rapaz...

Tem certas coisas difíceis de entender. O Supremo teoricamente deveria albergar os mais tampas de furico do direito, mas diante de tantos absurdos e decisões estapafúrdias, está abrigando alguns dos mais tampas de penico da República. 
Que situação, rapaz...

Enquanto Notre Dame arde em chamas, o STF queima a imprensa com decisões inquisitoriais.
Até quando o Supremo será Olimpo?
Que situação...

#jesuiscrusoé

 

Quarta, 27 de Março Que Situação por Flávio Rezende

Que situação...

Rapaz está difícil decifrar o enigma da esfinge. Nesse jogo político tem a mídia, os analistas, os zapistas, os devotos, os ponderados, os empoderados, os escanteados, os partidários, cada qual com suas razões, filosofias, teorias, tantas citações, comparações, elucubrações, que, confesso, estou mais perdido que cego em tiroteio. 
As vezes penso que 17 está certo em peitar coisas de Maia, as vezes penso que Rodrigo quer ajudar, as vezes penso que a Lava Jato alopra, noutras que está tudo certo.
Não sou adivinho, futurólogo, tampouco dono da verdade, apenas me considero bem intencionado, querendo fazer a justa avaliação, ter a correta compreensão.
Que situação, rapaz...

Quarta, 27 de Março Que Situação por Flávio Rezende

Que situação...

O Tarso Genro disse que concedeu asilo político a Battisti confiando em sua palavra. Os processos na Itália, cheios de depoimentos, ricos em detalhes, não serviam. O governo do PT queria ser enganado, queria dar guarita a um assassino e assim o fez.
A mesma lógica com Maduro etc. Não importam as perseguições, os crimes, a fome, a fuga em massa, importa que o companheiro se diz de esquerda, aliado, o resto que se exploda, depoimentos, evidências, processos legais.
A esquerda é palco, peça, propaganda, enganação, maldade, produz mortes, zumbis, fabrica falsas virtudes, induz ao erro.
Só babacas alucinados, interessados e desmiolados ainda acreditam nesse aterro sanitário. 
Os exemplos estão aí. Quer argumento melhor?
Que situação, rapaz...

Quarta, 27 de Março Que Situação por Flávio Rezende

Que situação...

Leio que mais uma vez o projeto de melhoria na avenida Eng. Roberto Freire vai ser mudado. O primeiro era de alguns milhões, baixou e, agora, mais ainda. Não sei quem faz os projetos, mas se a encomenda for off público, terminaremos gastando mais com novos projetos, que o de melhoria mesmo.
Assim tem sido com as tais consultorias. Cada novo gestor que assume diz na primeira reunião que precisa saber o quadro, é necessário um recadastramento, identificar os que não pagam e, assim, contratam consultorias, que dizem as mesmas coisas desde que me entendo por gente, termina que não se enxuga nada, não se paga em dia, ninguém que deve atualiza e, a grana que já estava pouca, vira quase nada pois é direcionada para novos projetos, consultorias, avaliações, análises, recadatramentos...
Que situação, rapá...

Quarta, 27 de Março Que Situação por Flávio Rezende

Canalhice do ativismo

O ativismo político vem produzindo uma ruma de baboseiras a cada acontecimento. Basta algum homem espancar ou matar alguma mulher, massacres diversos ou a polícia bater em alguém, que alguns fariobacas se apressam em creditar ao 17 a culpa pelos deploráveis eventos. 

Para alguns ativistas o importante não é a verdade, e sim o desgaste, a corroboração da tese que ele aceitou e a perspectiva do quanto pior, melhor. 

Ao contrário do que alguns afirmaram, o 17 depois de empossado não criou brigadas para exterminar homossexuais, não censurou a imprensa, e tampouco fechou o congresso ou o STF com um cabo e dois soldados. 

A violência - em minha opinião, teve mais estímulo na impunidade e em leis lenientes que foram incrementadas nos últimos 13 anos, que em 90 dias de gestão 17.

Muitas coisas que ocorrem, na verdade, nem tem a ver com 13 e nem com 17, e sim com eras e eras do ser humano nesta Terra, algo que  psicologia, antropologia e história mostram ser inerentes à condição da raça e não uma invenção de Lula ou de Bolsonaro.

A militância cega, à esquerda ou à direita, torcendo apaixonadamente cada uma por seus ícones, presta grande desserviço ao Brasil, que necessitando urgentemente de paz pública e equilíbrio mental, assiste a essa briga de torcidas, cada vez mais radical, pensando este escrevinhador e pensador amador, que a continuar assim, terminaremos saindo dos toma naquele lugar nas redes sociais, para confrontos físicos em tempos futuros.

A situação está tão ridícula, que os mesmos argumentos utilizados pelos petistas de culpar a mídia, Globo, Veja, etc., estão sendo utilizados pelos radicais do 17. Os mesmos veículos de comunicação são citados como golpistas pelos dois lados, depondo assim até a favor dos mesmos, uma vez que não agradando ninguém, certamente estão com a verdade.

Sem bandeiras a balançar, com suas teses falidas em todo o planeta, afundando países onde se instalou a esquerda se agarra ao pau de sebo do Lula Livre, e para isso se serve do ativismo político.

O 17 também usa seu exército ativista, onde vamos parar?

Que situação, rapá...

Sábado, 23 de Março Que Situação por Flávio Rezende

Que situação...

Essa chateação de alguns políticos com a Lava Jato anda muito estranha. 
O povo adora a ação da polícia e os políticos ficam de mimimi. 
Até o PT que chamou Temer de vampiro,  ladrão,  golpista, isso e aquilo, está compadecido com seu encapsulamento prisional. 
O tal do Maia é outro sentido. 
Só podemos pensar que estavam querendo propor ao 17 aprovar a Previdência e ele afrouxar as indecências. 
Afrouxe não 17, o que queremos é uma assepsia geral, empodere a Lava Jato, dê super apoio ao Moro, manda seus filhos para a Disneylândia e siga firme na revolução. 
Que situação, rapaz...

 

Segunda, 25 de Fevereiro Que Situação por Flávio Rezende

PT é imaturo

O PT parece aquele adolescente imaturo que mesmo diante de uma realidade desfavorável a ele, continua falando merda e vociferando baboseiras e idiotices diante da platéia estarrecida. 
É o boy amostrado, que prefere a aprovação da turma, que a realidade dos fatos.
Vários esquerdistas ou já condenaram Maduro ou estão quietos.
O comportamento petista lembra esses jovens em busca de atenção dos seus guetos, o viciado em crack já sem noção da realidade, perambulando trôpego pelas ruas blasfemando contra o sistema que lhe fornece assistência médica, abrigo, lanche e atendimento psicológico. 
Os petistas atacam as reformas e as fariam da mesma forma. Falam mal dos ricos e vivem como eles.
Atacam os EUA e vivem lá.  Haddad não foi para a Venezuela após a derrota. Tampouco foi visto em Havana. NY foi seu porto seguro. 
Petistas são assim, se amostram, não falam dos índios mortos lá, dos que fogem, dos que morrem.
Falam dos americanos, Bolsonaro, imaturos, inconsequentes, no lugar de calar, vomitam loucuras.
Cada post, declaração, apoio, são pás  de cal que eles mesmos jogam em suas próprias sepulturas políticas. 
Assim como jovens falantes e bêbados/drogados, desfilam neste período pré carnavalesco, suas loucuras na avenida da insanidade e na escola de samba dos pirados. 
Passarão, mais por causa deles mesmos, do que qualquer outra revelação. 
Que situação...