o espaço das minhas coisas

Quinta, 08 de Agosto Que Situação por Flávio Rezende

Que situação...

Leio que Moro pediu a PGR que investigue crime de calúnia por parte do presidente da OAB.

Finalmente Moro faz algo contra os muitos que tentam denegrir sua atuação. 

Na minha avaliação já era para ter processado uma multidão. 

Que situação, rapaz...

 

Roubo do luxo. 

 

Depois que voltei a comer carne, após um período de quase 20 anos vegetariano, comecei a desejar caranguejo e lagosta. Os carangas no problem, tem preços altos mas acessíveis. 

Já as lagostas são puro luxo. Visitando o amigo Nelson Mattos Filho na sua aprazível Enxu, adquiri lagostas direto na fonte e curti umas sessões gastronômicas vendo o Mengão jogar.

Acabou e me indicaram a Produmar, onde peguei um quilo, pois o preço não é o de Enxu.

Planejando um jantar maravilhoso, passei primeiro numa padaria e em 6 minutos já estava de volta a moto, que tem aquele baú no meio e, ao levantar o banco, o mesmo estava solto e as lagostas livres.

O ladrão levou meu luxo e deve ter curtido uma noite inesquecível. 

Eu fiquei só no cheirinho. 

Que situação, rapaz...

 

Lula continua sendo um grande privilegiado do sistema. 

Para ele decisões rápidas e os supremos interrompem sessões para ouvir reclamos dos seus.

Para o resto dos mortais as filas e esperas sem fim.

E ainda tem quem ache ruim.

Que situação, rapaz...

 

Vez por outra alguém incomodado com algum post pergunta por qual motivo não escrevo sobre isso e aquilo. Ai vou no espaço do camarada e não consta nada sobre os assuntos propostos. 

Tem gente assim, posta sobre uma coisa só e quer que os demais sigam seu pensar.

Posso até focar mais em algumas coisas, mas não fico no face de ninguém perguntando se o cabra não tem outro assunto.

Isso vem muito de esquerdistas. Eles ficam muito chateados com posições de direita. Com nomeação de pessoas diferentes. Querem a todo custo um governo de direita com ministros e demais cargos preenchidos por pessoas alinhadas com eles.

Devem querer também os cargos de confiança. 

Suponho então ser a máquina pública a mãe desses mimados órfãos das tetas governamentais. 

Que situação, rapaz...

 

Presto atenção na TV e assisto uma reportagem sobre o Dia dos Pais, com foco na crise e que as lembrancinhas dadas vão endividar mais ainda as mães e filhos. 

Nos colégios são programados jogos de futebol e outros passatempos menores. 

Já no Dia das Mães não se fala em crise, nem em lembrancinhas, as festas escolares pareiam com mega produções e ai do pai que der uma máquina de lavar.

Que situação, rapá...

 

Precisamos eleger alguns vereadores, deputados, senadores e um presidente para acabar de vez com as mordomias. Elas nos deixam putos, nos fazem uns otários, babacas, etc.

Político tem que ser igualzinho a qualquer trabalhador. Salarialmente, pagar seu plano, celular, suas viagens, mudanças, colégio das crianças, aposentar igual, não ter tantos assessores de porra nenhuma, correios, celulares, nada de nada.

Só quando forem como nós, poderão saber de fato o que precisamos.

Como Deuses do Olimpo só querem mesmo continuar as mordomias e até indo além.

Que situação desagradável rapaz...

Sábado, 03 de Agosto Que Situação por Flávio Rezende

Que situação...

Ministros de tribunais superiores hiper ricos levam esposas em primeira classe, em viagens internacionais, anos e anos a fio e um só não aponta esse absurdo?

Tudo pago ilegalmente por nós. 

E até agora não deu em nada?

Se um cara é preso por roubar uma tapioca de 2 reais, um ministro não responde por roubo tão elevado?

É preocupante a falta de controle. Os prédios dos tribunais, todos, são faraônicos, cadeiras caríssimas, banheiros impecáveis, funcionários para tudo que se possa imaginar...

A tal independência dos poderes serve mais para  cada um virar um reino, que mesmo pela falácia da tal independência. 

Que situação, rapaz...

 

O hacker vermelho gosta de ganhar dinheiro de maneira nada republicana.

Depois de escoar sua colheita via The Intercept, deve ter cultivado amizade com Verdevaldo, que por sua vez odeia o portal O Antagonista. 

Descobriram que o hacker vermelho tb interceptou O Antagonista, através de sua revista Crusoé. 

Tirem suas conclusões. 

O ianque herói da esquerda será tão santo assim nessa novela?

Aguardemos novas revelações. 

Sei não.

Que situação, rapaz...

 

Quando o cara vê uma oportunidade de ganhar grana irregularmente na seara política, diante da simpatia e portas abertas, qual caminho mais fácil de trilhar?

O do PT e satélites. 

Com um líder afeito a malfeitos e teletubbies controlados, é céu de brigadeiro esse porto vermelho. 

Que situação...

Sábado, 15 de Junho Que Situação por Flávio Rezende

Que situação...

O sindicalismo brada por direitos e não fala em gerar riqueza.

Seus próceres entoam mantras compartilhados por políticos que buscam unicamente espaço para atacar o butim, e manter suas estruturas eleitorais. 

Observando os que temos percebemos medíocres caçadores de dinheiro, enfeitiçando funcionários públicos e trabalhadores com promessas vagas e recolhendo impostos para pautas pobres em efetividade. 

Gastam seus neurônios carcomidos pelo câncer esquerdista atacando o liberalismo, achando que riqueza é distribuir migalhas e chamar os meios de produção de capitalistas e exploradores do povo, esquecendo que dinheiro não nasce da terra e não se produz sem esforço e muita ousadia.

Preferem nadar na lama da irresponsabilidade fiscal, gastando o que tem e o que não tem, para formar rebanho, afogando o País na recessão e na crise,  posando depois de vítimas, quando na verdade disseminam as inverdades dos larápios de plantão, criando a ilusão dos recursos inexistentes para atendimentos de reivindicações sem fim.

Fácil posar de estar ao lado do povo, difícil é o povo entender que para compartilhar direitos, primeiro é preciso a gravidez do capital. 

E os políticos da esquerda, ávidos pela parcela iludida da população desavisada, navega nessa maré insana, com seus capitães nauseabundos. 

Capitalismo selvagem é o mantra dos sindicalistas vagabundos.

Até quando uma ruma de passageiros ainda estará apoiando esses falsos e medíocres almirantes de naus desgovernadas?

Que situação, rapaz...

A esquerda tenta a todo custo e com oxigênio universitário e sindical tornar questões políticas setoriais em revoluções. 

Não está conseguindo, reforçando a tese que suas bandeiras estão encardidas e seus devotos apenas alimentados por eventos pra treino da voz e empoderamento de álbuns revolucionários em Facebook e Instagram.

A educação não está ameaçada, apenas contingenciada, podendo o alunado recorrer ao professor Lula que dava aulas sobre isso ao seu tempo. 

Os professores podem exercer a memória desenterrando medidas de Dilma, que a seu tempo teve igual iniciativa. 

Quanto a previdência Lula reformou e reafirmou necessidade de continuar reformando, foi referendado por Dilma. Estivessem no poder, estariam fazendo e os bovinos ruminando pacificamente o capim ofertado. 

A reforma será aprovada, educação descontingenciada, com a esquerda inventando novas palavras de ordem para manter o CarnaLula ativo e a sua sobrevivência nesse nicho populacional vivo. 

É o jogo democrático e natural. 

Que situação, rapaz...

Quinta, 13 de Junho Que Situação por Flávio Rezende

Que situação...

Os cabras que pescam mensagens pessoais nos oceanos midiáticos são todos da esquerda?
O jogo só vai ficar hot quando os da direita começarem a divulgar os babados da esquerda. 
Aguardemos a nova série Netflix: Over Hacker.
Que situação, rapá...

Sei não, esses russos na Venezuela, chateação dos palestinos com 17, cubanos irritados com fim das comissões dos médicos, esquerda em queda livre em eleições planetárias, termina fazendo essa turma apelar para a guerra virtual, então países com viés a esquerda começam campanha de desestabilização de governos eleitos a direita, pela via do grampo ilegal.
Sei não, será que adquiri o vírus esquerdista das gripes conspiratórias? Pode ser.
Que situação, rapaz...

Estar presente em grupos de zap, onde opiniões, expressões, posições e muitos outros babados rolam, é pesquisa, índice, medição, observatório, temperatura ou o que mais for do que somos em nossa totalidade existencial. 
Agora me perdoem, não tenho nível de excelência em gramática e suas regras, mas leio cada palavra escrita de uma forma que, internamente pergunto: como é possível?
Em muitos casos seria mais fácil escrever o correto, que produzir o hieróglifo revelado.
Que situação, rapaz...

Se as festas populares movimentam a economia, empoderam grupos culturais, religiosos e temáticos, tornam nossos parlamentares usufrutuários do ócio monetarizado. 
Para os mortais da matéria primária, o feriado simples se houver, para os semideuses do Olimpo parlamentar, dias e dias de animada movimentação e ausência em urgentes votações. 
Que situação, rapaz...

 

Quarta, 12 de Junho Que Situação por Flávio Rezende

Que situação...

As vezes ser jornalista é uma merda 

Quando um jornalista trabalha para um veículo, é correto ser imparcial. Tem um assunto e ele precisa ver os dois lados, ouvir, expor de maneira mais isenta possível. Ok.
O jornalista porém tem vida pessoal, ideias, visões e em seus espaços próprios fornecidos por mídias sociais como face, blog, Instagram etc, ele pode opinar e ser parcial se quiser. 
Os jornalistas de esquerda são verdadeiros soldados da ideologia, aguerridos, militantes, partidários etc.
Só que não conseguem digerir bem os que pensam diferente. Quando lêem algum com opinião diversa, acusam logo de ser jornalista parcial.
Para eles só é possível posição política e ideológica a esquerda. A direita ou ao centro é heresia, fascismo, ignorância. 
Tenho percebido diariamente o quanto são hipócritas os esquerdistas, em várias situações, e o quanto são desonestos. 
Aviso então aos navegantes, não trabalho mais em TV, jornal, o blog que tenho é meu e coloquei bem grande: "o espaço das minhas coisas".
Por isso posso ser parcial, defender o que desejo e penso, não sendo portanto jornalista trabalhando e, sim, cidadão comum pensando.
Que situação, rapá...

Sábado, 01 de Junho Que Situação por Flávio Rezende

Que situação...

Alguns entendidos de política a esquerda, que chamam todos fora do quadrado vermelho de ignorantes e gritam Lula Livre nas manifestações, acham o máximo chamar o capo de gênio político. 
A realidade porém o localiza no Google Map numa carceragem, o PT praticamente não cresce em número de filiados, chegando desde janeiro a 0,6% a mais em número de inscritos, perdendo feio para o NOVO com 29% e o PSL 13%, e até o PRB com 4%.
A genialidade de negar os malfeitos, escondendo a verdade, sepultando a autocrítica, e ampliando a ojeriza, na minha opinião, eleva a santidade petista ao patamar de péssimo estrategista e de coveiro das esquerdas. 
Por qual motivo então ainda tem apoios e devotos? Eis então sua verdadeira genialidade: não deu espaço para ninguém surgir, reinando da cadeia uma massa falida e ditando slogans pífios, para uma manada órfã de alguém que os represente com dignidade e verdadeiras boas ações. 
Que situação, rapá..

Sexta, 24 de Maio Que Situação por Flávio Rezende

Que situação...

Assisto vários filmes, séries, observo, penso e percebo o dinheiro como o Mestre, mola mestra, indutor, sedutor, na vida privada, seara politica, esfera profissional.
Religião, ética, são detalhes, grande MAIORIA se rende ao poder do verdadeiro 666, a grana, o capital, está no Vaticano, Planalto, Medellín, Casa Branca, La Moneda, Politburo, Conselho da ONU, Casa Rosada, Kremlin e parlamentos. 
Grana move o mundo, determina fatos, formata posições, o resto são detalhes, adereços, molduras, justificativas, decorações. 
E isso para todos os lados e interesses.
Que situação, rapaz...

A esquerda passou ao longo dos anos uma imagem de preocupação com o povo, mas uma lupa revela que o discurso é teórico e a prática é de modus vivendi burguês.
Na UFRN são socialistas nas aulas e nas apostilas e pródigos em gastos nas viagens e solicitações. 
Viagens não são poupadas, professores chegam todos os dias com diárias, hotéis e aviões para palestras de horas.
O povo é um detalhe e o empoderamento de suas progressões funcionais e aulas presenciais totalmente fora do controle.
A grana rola e a noção de economicidade, praticidade e custo/benefício, uma besteira do capitalismo. 
Até uma fundação quebra galho para posse egóica.
Quando é hora de mostrar renuncia, o ouro reluz e a hipocrisia assume.
Que situação, rapá...

Como tem grana para bancar posse, creio que seria correto a Funpec mostrar seus projetos executados e importância dos mesmos.
Não creio que uma posse seja algo relevante que justifique aporte financeiro diverso. Se isso for relevante, o resto fica suspeito. 
Será a Funpec um apêndice do poder universitário para resolver pedidos nada republicanos?
É só uma pergunta. 
Que situação, rapaz...