o espaço das minhas coisas

Quarta, 28 de Outubro Variedades por Sai Baba

Reflexão de Sathya Sai Baba

Na Gita, o Senhor declarou que Ele é o poder de discernimento (buddhi) nos seres humanos. Não se pode alcançar grandeza pela aquisição de riquezas. É a inteligência que torna um ser humano respeitado. Aquele que não exercita esse poder de discernimento não é melhor do que um pássaro ou um animal de carga.

É para elevar o ser humano a um nível superior que o Divino desce como Avatar. Avatar significa ‘descida’. Abaixar para elevar a criança ao aconchego do colo, elevar o ser humano enredado em desejos fúteis e buscas triviais: assim a Divindade desce ao nível humano e ensina como o indivíduo pode se santificar. Esse é o ensinamento da Gita.

Todas as grandes Escrituras, seja a Bíblia, o Alcorão, e as outras, se originaram para o mesmo propósito. As Escrituras, por si só, não podem salvá-lo. Elas servem somente como placas sinalizadoras. Elas indicam as estradas a serem tomadas para a conscientização do Divino. (Divino Discurso, 31 de agosto de 1983) 

Terça, 27 de Outubro Variedades por Michelle Rincon

Unimed com edital cultural

ÚLTIMA SEMANA PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS NO EDITAL UNIMED NATAL CULTURAL

Termina nesta sexta-feira (30) o prazo para inscrição de projetos no Edital Unimed Natal Cultural. Diferentemente dos anos anteriores, quando as inscrições ocorriam pelo preenchimento dos critérios da Carta Convite, este ano as inscrições estão abertas por meio de preenchimento de formulário on-line disponível no site https://www.unimednatal.com.br/cultural/.

As submissões de projetos podem ser feitas por empresas ou pessoas físicas, que tenham no mínimo 18 anos e residam no município de Natal há pelo menos 3 anos. Para se enquadrar, os eventos precisam se encaixar em uma da 5 áreas de interesse estratégico para a Unimed Natal em conformidade com a Lei Djalma Maranhão que incentiva a destinação de 20% do ISS para projetos culturais. São elas: Lazer e Bem estar; Cultura e História Local; Música e Entretenimento; Sustentabilidade e também a Arte. Todos os projetos passarão por um processo seletivo de 4 etapas a partir da inscrições seguida da avaliação técnica, contrapartidas e adequações, aprovação e divulgação dos selecionados.

A Unimed Natal é uma das empresas que mais investem na cultura potiguar. Em 2019 foram mais de 30 propostas patrocinadas, ultrapassando R$ 3,5 milhões investidos em projetos culturais.

Para a cooperativa, ser 100% potiguar é incentivar todo o Rio Grande do Norte a produzir e consumir cultura, desenvolvendo a arte e as produções locais, abordando aspectos como educação, entretenimento e diversão de qualidade. Isso também é promoção da saúde!

Terça, 27 de Outubro Variedades por Flávio Rezende

Fotografando o Planet

Terça, 27 de Outubro Variedades por Sai Baba

Reflexão de Sathya Sai Baba

O colo materno é uma escola para todo ser humano. É ele seu primeiro templo. A mãe é a riqueza primordial de todas as pessoas. É o dever de toda pessoa reconhecer essa verdade sobre sua mãe. Não há Deus maior do que a mãe.

O pai é o tesouro de um indivíduo; a mãe é seu Deus. Porém, ao invés de dar valor a essa preciosa riqueza e Divindade, as pessoas estão se envolvendo em todo tipo de atividade para obter dinheiro e posições. O pai e a mãe são inseparáveis assim como uma palavra e seu significado.

Todos deveriam estimar seus pais como encarnações do Divino. A mãe e o pai podem estar fisicamente separados, mas espiritualmente eles são um. Boas mães são mais essenciais do que boas esposas. Uma boa esposa é de valor somente a seu marido.

Uma boa mãe é um patrimônio da nação. Desde tempos remotos, as escrituras da Índia vêm glorificando os exemplos de grandes mulheres como Maitreyi, Sita e Savitri. Suas vidas continuam sendo uma fonte de inspiração até hoje. (Divino Discurso, 11 de setembro de 1983) 

Terça, 27 de Outubro Variedades por Flávio Rezende

Fotografando o Planet

Segunda, 26 de Outubro Variedades por Bco Nordeste - Ass. Imprensa

Banco do Nordeste supera R$ 1 bilhão em aportes à economia potiguar durante pandemia

 

Logotipo

Descrição gerada automaticamente

 
 
 

Número de operações chega a 142,5 mil, desde o início do ano, revelando
a abrangência do atendimento a todos os segmentos

 
 
 


Natal (RN), 26 de outubro de 2020 - No Rio Grande do Norte, o Banco do Nordeste não só conseguiu apoiar os empreendedores em meio às dificuldades impostas pela pandemia de Covid-19, como aumentou a participação no mercado de crédito. Especificamente no período da pandemia, as 21 agências potiguares fecharam mais de R$ 1 bilhão em negócios de março a setembro.

Por setor, a alocação de recursos no período foi a seguinte: Comércio e Serviços, R$ 406,9 milhões; Indústria, R$ 73,3 milhões; Turismo, R$ 19 milhões; Pecuária, R$ 118,4 milhões; Agricultura, R$ 39,5 milhões e Agroindústria, R$ 3,6 milhões. Além disso, a microfinança urbana absorveu mais R$ 388,4 milhões. Os empreendimentos beneficiados com as diversas linhas de crédito do Banco somam 142,5 mil operações realizadas no período.

Pela linha FNE Emergencial, lançada pelo Governo Federal em abril para minimizar os efeitos da pandemia na economia regional, as empresas potiguares demandaram R$ 185,3 milhões em 6.467 operações de crédito até setembro. O valor corresponde a 6,6% de toda a demanda por crédito emergencial do Banco do Nordeste no período, que somou R$ 2,8 bilhões em 153 mil operações. No Estado, o setor de Comércio e Serviços foi responsável pela maior demanda.

"Somos conscientes que há muito a avançar na condição de protagonista do desenvolvimento da região, mas também temos a convicção da importância do que já foi feito, somente possível porque contou com a dedicação de uma equipe que entendeu logo no início da pandemia o tamanho do papel do Banco em enfrentar seus efeitos na economia. As parcerias com as entidades empresariais também foram fundamentais. Alegra-nos saber que o crédito, traduzido nos números apresentados, produzem impactos diretos na geração de emprego, aumento da massa salarial e incremento da arrecadação tributária”, destaca o superintendente Thiago Dantas e Silva.


Pronampe

Além do trabalho realizado com o FNE e com a microfinança urbana, o Banco do Nordeste contratou, no mês de setembro, R$ 10,6 milhões disponibilizados pelo Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) para a Superintendência do Rio Grande do Norte.

Segunda, 26 de Outubro Variedades por José de Paiva Netto ― Jornalista, radialista e escritor.

Amor — Fundamento do diálogo, por Paiva Netto

Afirmo há tantos anos e publiquei em Reflexões da Alma (2003): O coração torna-se mais propenso a ouvir quando a Fraternidade é, de fato, o alicerce do diálogo. Razão por que exponho em Jesus, a Dor e origem de Sua Autoridade – O Poder do Cristo em nós (2014) a Divina Grandeza do Amor do Cristo. E um bom diálogo é básico para o exercício da democracia, que é o regime da responsabilidade.

Recorro a um argumento que apresentei, durante palestras sobre o Apocalipse de Jesus para os Simples de Coração, apropriado igualmente aos que porventura pensem que a construção responsável da Paz seja uma impossibilidade: (...) Isso é utopia? Ué?! Tudo o que hoje é visto como progresso foi considerado delirante num passado nem tão remoto assim. (...)

Muito mais se investisse em educação, instrução, cultura e alimentação, iluminadas pela Espiritualidade Superior, melhor saúde teriam os povos; portanto, maior qualificação espiritual, moral, mental e física, para a vida e o trabalho, e menores seriam os gastos com segurança. “Ah! é esforço para muitos anos!” Por isso, não percamos tempo! Senão, as conquistas civilizatórias no mundo, que ameaçam ruir, poderão dar passagem ao contágio da desilusão que atingirá toda a Terra. Não podemos permitir tal conjuntura.

Acima de tudo, há que vigorar a Fraternidade Real, de que falava Alziro Zarur (1914-1979), saudoso fundador da LBV, no seu poema de mesmo nome. Essa Fraternidade é capaz de congregar os adversos e fazer surgir de seus paradoxos saídas para os problemas que estão sufocando a Humanidade, pois, sempre gosto de repetir, realmente há muito que aprender uns com os outros.