o espaço das minhas coisas

Quinta, 13 de Fevereiro Notícias por Ideia Comunicação

2º Vivenciar proporciona imersão em debates sobre os diversos tipos de autismo

Evento começou nesta quinta (13) e segue até sábado (15)

Um bate-papo sobre diagnóstico e tratamento com evidências com o psiquiatra da infância e juventude, Guilherme Polanczyk, o neuropediatra, Erasmo Casella, e a psicóloga e analista do comportamento, Meca Andrade. Foi assim que o 2º Vivenciar - Autismos começou nesta quinta-feira (13), no Holiday Inn Natal.        

Trazendo como tema principal “Autismos: leve, moderado e grave”, o evento discutirá até o próximo sábado (15) os diferentes tipos de autismo, suas gravidades e tratamentos, reunindo os principais profissionais brasileiros e estadunidenses que atuam na área. “Importante lembrar que no autismo as crianças são heterogêneas. Por isso, a inclusão parte do diagnóstico, mas vai muito além”, lembrou Guilherme Polanczyk.

Sobre como fazer intervenção nos diferentes tipos de TEA, o médico Erasmo Casella fez um alerta sobre os pacientes mais leves. “Digo que os pacientes com TEA leve não devem ter tratamento leve, devem tratar muito e é preciso que os pais invistam muito neles, pois eu acredito que eles possam sair dos espectro”, disse.

Painéis, palestras e rodas de conversa fazem parte da programação, que conta também com a participação de autistas que irão ao palco contar suas histórias e interagir com o público. “Convidamos três autistas para conversarem com a plateia. Assim, as pessoas poderão escutar como eles se sentem e como é de fato a vida deles. Sentir o autismo de uma forma real e única”, frisou a neuropsicóloga Kátia Nogueira, que é presidente do evento. Mas eles não são os únicos a ganhar voz durante o Vivenciar. A banda brasiliense Goodtime, formada por quatro jovens autistas, é a atração musical do evento.

Dentre os assuntos debatidos estão “Implicações práticas das classificações diagnósticas em autismo”, "Formas naturalísticas e estruturadas de intervenção precoce” , “Currículo de sexualidade para pessoas com TEA” entre outros. As inscrições ainda estão abertas mesmo para quem não pode participar nos três dias de evento ou queira estar presente em uma discussão específica durante um só dia. A programação e outras informações podem ser encontradas através do site: verboeventos.com.br/vivenciar ou pelos telefones 3201 7429 e 99634 3774.

 

COMPARTILHE