o espaço das minhas coisas

Quarta, 11 de Setembro Notícias por Ideia Comunicação

Autor de "Nuno e as coisas incríveis" visita Colégio das Neves

Nuno é um garoto que enxerga o mundo através de imagens. Até que ele encontra Nina, que rabiscava tudo o que via com palavras. É sobre esse encontro que o escritor e ilustrador André Neves aborda em sua obra "Nuno e as coisas incríveis". O livro faz parte do material didático dos alunos do 1º ano do Ensino Fundamental do Colégio Nossa Senhora das Neves, em Natal, e traz à tona as diferenças de forma lúdica e leve.

André esteve nesta segunda (9) e terça-feira (10) na escola para conversar com os alunos sobre essa e outras histórias que ele já contou nos seus livros. Para ele, contribuir com a descoberta e o gosto pela leitura na escola é algo singular. "É encantador! Muitas pessoas perguntam se eu quero escrever livros para adultos, mas não. Meu foco sempre foi a infância. Especialmente por trabalhar com a fantasia lúdica, que é algo que me inspira muito", revela.

Na obra que fala do garoto Nuno, André deixa clara a diferença da leitura visual e verbal, uma aprendizagem essencial para histórias que trazem a ilustração como componente. A ideia principal foi ajudar o leitor a compreender as diferenças de cada elemento. "Eu tenho questionado muito as pessoas sobre as leituras visuais e das palavras. As pessoas não leem imagens como leem palavras. Então eu queria deixar isso muito claro no livro. A importância de ler cada código de forma diferente", explica.

Após a palestra, o autor distribuiu autógrafos, além de fazer fotos e conversar com os alunos.

Sobre o autor

André Neves nasceu no Recife/PE, onde começou a desenvolver suas primeiras atividades relacionadas à literatura infantil. Hoje o autor tem vários livros publicados por diversas editoras, além de prêmios em reconhecimento ao seu trabalho, como o “Prêmio Luíz Jardim” 2001, de melhor livro de imagem. Como escritor em 2003 foi agraciado com menção honrosa no Prêmio Jabuti e também no prêmio “O SUL – Correios e Telégrafos”. Em 2004 recebeu o “Prêmio Açorianos” de melhor ilustração. Ainda recebeu por parte de sua obra selos “Altamente Recomendável”, concedidos pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. André dedica-se a arte de escrever e ilustrar para crianças de todas as idades, e suas imagens já foram vistas por crianças e adultos do mundo inteiro em mostras de ilustração dedicadas à infância.

COMPARTILHE