Quarta, 04 de Abril Meus escritos por Flávio Rezende

BOLIVIANDO POR AQUI MESMO ATRAVÉS DAS SALTENHAS

Às vezes fico pensando como ainda tem pessoas desapaixonadas pela vida. São tantas comidas, diversões, pessoas, eventos, possibilidades, que com ou sem grana, podemos acessar inúmeras maneiras de felicidade, até mesmo num simples olhar pela janela, ou num passo além da porta de entrada do lar.

Pois vou lhes contar mais uma felicidade que em minha cidade, pude desfrutar. Amigo que sou de Mara e Moisés, ela com DNA mineiro/baiano e hoje por aqui, ele um boliviano dando aulas na UFRN, amigos queridos pelo fato de nossas filhas Mel e Laila terem compartilhado mesma escola, depois de pizzas e papos diversos, combinamos de bater na casa e futuro restaurante da alma culinarística de Ana Rosa, que inventou de casar com um boliviano, e para lá se mandou um tempo, aprendendo a assar, cozinhar, fazer coisas como chicarron de chancho, la olla vegetariana e saltenhas, para deliciar um sábado chuvoso e tornar a vida - como narrado inicialmente, prazerosa e mais feliz.

Não preciso repetir o quanto é delicioso estar na companhia de pessoas maravilhosas e legais, seres que agregam a nossa vida o frescor do sorriso sincero e da amizade valiosa, e comendo então a verdadeira salteña boliviana, com receita original de Potosi, fica tudo muito agradável e satisfatório. Pois foi o que aconteceu, com nossa chegada sendo saudada com o sorriso e agradabilidade de Ana Rosa, que logo nos apresentou seus dotes gastronômicos, servindo as saltenhas com frango ou carne e mostrando demais pratos, pelos quais agradecemos e prometemos retorno.

Isso é a vida, quantas coisas podemos fazer, mergulhar, sentir, dividir, indicar, sugerir, vivenciar, quantas peças de teatro estão ai, gratuitas, pagas, quantos filmes, comidas, praias, ruas, seres aptos ao papear, ao gargalhar e até ao fofocar, kkk, quem não gosta também de uma resenha...

Para quem quer saber mais sobre as saltenhas aqui enaltecidas, é “um tipo de pastel assado originário da Bolívia, onde se consome principalmente pela manhã” muito popular na região Centro-Oeste do Brasil, principalmente na cidade de Corumbá.

Confira mais no sitio:

http://www.boliviacultural.com.br/port/artigo/a-saltena-saltenha

E sobre Ana Rosa, a arte culinarista brasileira com alma boliviana, seu zap para encomendas ou presença lá em sua casa, é o 9.8130-2727.

Satisfeito com o que comi, conversei e vivenciei, escrevo o aqui posto.

 

COMPARTILHE