Segunda, 08 de Janeiro Meus escritos por Flávio Rezende

Escrito da Mama - partindo cheia de amor -

Tempos atrás uma querida amiga com o coração destroçado, anunciava a passagem do pai amado, e arrasada narrava o pano de fundo violento do ocorrido.

Hoje anuncio a passagem da mama amada, agradecendo em tempos tão violentos, não ter esse componente, tendo havido o fato, pelo tempo longo da existência e as consequências normais da degeneração dos órgãos e suas funcionalidades.
Diante da maneira como foi, não cabe tristeza, só gratidão a vida pela possibilidade de tanto estar aqui entre nós, oportunizando a mama criar seus seis filhos, cuidar, amar, levar para colégios, médicos, amparar, se solidarizar, reclamar, corrigir, bradar e participar de milhares de eventos como formaturas, viagens, aniversários, comemorações, casamentos, nascimentos de netos e bisnetos, agregando na representação de sua figura o sorriso, choro, o abraço, o carinho, o apreço, o adereço e o amor.
A mama durou. A mama amou. A mama enfrentou barras, situações, teve muitas alegrias, uma vida agradável, confortável e dos filhos, o cuidado e o amparo quando necessitou.
Na soma da memória para quem fica, aprovada está, querendo crer que sua avaliação de onde viveu, quem protegeu e amou, também deve conter a nota dez.
Vai mama, segue, chegue altiva nos portais superiores, reveja parentes, abraça entes, e na programação da futura encarnação, estarei pronto a ser filho novamente, pai, mãe, seja o que for.
Com amor tudo é celebração e, neste dia, é isso que fazemos.
Saudades sentiremos, mas a exemplo de papai, de sua existência, sempre boas recordações teremos.
Luzzzzzzz

Do seu filho Flávio Rezende, representando todos os demais: Júlio Rezende, Leila De Rezende Daibert, Fernando Rezende, Lilian Rezende e Jorge Rezende.

COMPARTILHE