o espaço das minhas coisas

Domingo, 01 de Novembro Meus escritos por Flávio Rezende

Escritos da Alma - nossas minas gerais

Fotografando o planeta tenho observado a natureza com os olhos do amor e as lentes captam essa energia, transformando imagens em poesias e embelezando meu viver com estas fantásticas criaturas. 

Ter a oportunidade de observar mais de perto, atentamente, focar em suas nuances, cores, vivências, habitat, me torna melhor, creio. 

Estar apaixonado pela natureza, gostar dela, amar, fazer opção por sua existência em contraposição a um capitalismo crescente que a quer encostada, como decoração, detalhe, parte, me incomoda.

Percebo que quando mergulhamos na alma da natureza adquirimos beleza, esplendor, união divina, agregamos amor ao nosso existir. 

Sejamos então UM com ela, admirar, cuidar, contribuir, divulgar, preservar, tomar partido, se inteirar, dissolver, fotografar, louvar, relatar, defender, ser ela, pois somos minerais, vegetais, animais, espirituais, somos, enfim, minas gerais. 

Valorizemos nossos preciosos tesouros, luzzzzz

 

Flávio Rezende no primeiro dia, do décimo primeiro mês, do ano dois mil e vinte.

12h34 - Capim Macio.

COMPARTILHE