Terça, 28 de Agosto Meus escritos por Flávio Rezende

O valor de ser livre

Nos últimos tempos recebi ofertas de coisas diversas. A aceitação de qualquer uma delas tornaria minha vida material mais confortável.

Mais abastado poderia comprar coisas, ter upgrade numa companhia aérea, numa hospedagem, mas preferi manter a independência de pensamento e ao recusar ofertas, alcei a categoria de coisa importante, a minha maneira independente de pensar.

Satisfeito com o que já tenho, sinto prazer em poder me expressar sem vínculos, em poder dizer o que penso sem receio de levar puxão de orelha podendo escrever o que quero, sem me sentir pressionado a fazer diferente.

O que gosto mesmo é de ser como sou e poder expressar o que de fato sinto. Pode ter sempre alguém que discorda que fica contra e que até se chateia, mas não tem como eu não ser eu, pois em sendo outro, por um vínculo financeiro, terei falsidade no dedilhar, obrigação no escrever.

Livre e 100% compromissado comigo mesmo, posso continuar usufruindo da materialidade com o que atualmente possuo - o que é suficiente para minha alegria e, fiel ao que sou e penso, mergulho no regozijo que muitos pagam para ter e recompensam para se aproveitar.

Na existência material podemos ser usufrutuários de sensações físicas, corpóreas, temos a audição, o paladar, a visão e os órgãos sexuais para gozos diversos, como percebes, são muitas as possibilidades de felicidade, que se ampliam quando a posse de capital financeiro, também lhe introduz no mundo dos alimentos, viagens, vestuário, automóveis e seres disponíveis para satisfação de desejos físicos.

Mas cada pessoa sabe lá no íntimo aquele big prazer, aquela enorme sensação, aquele plus, aquilo que a faz muito, mais muito feliz mesmo e, confesso, off filhos, esposa, familiares e outras coisas comuns a todos que amam, tenho esse píncaro nirvânico com a escrita, por isso, para que esse imenso prazer, essa incrível sensação, esse imensurável gozo cósmico e viagem transcendental, que me inundam, me abarcam e me tornam um ser feliz possa ser expresso de maneira clara, nítida, límpida, transparente, refletindo o meu mais puro e cristalino interior, preciso estar totalmente imerso na pureza do meu: pensar.

 

COMPARTILHE