Terça, 14 de Agosto Que Situação por Flávio Rezende

Posts diversos

Hoje recebi o prêmio de uma aposta jogada pelo aplicativo da CEF. Nele diz para o ganhador ir numa agência com documentos, mas não diz quais e que devem ser originais e xerox. Por isso a pessoa já dá uma viagem perdida.
Depois de estar com xerox de ID, CPF, comprovante de endereço (incrível), impressão do cartão virtual do jogo fui na CEF, no campus da UFRN, pois trabalho lá.
Não rolou. Só numa agência. Lá é um PAB.
Na agência se pega uma ficha e a funcionária passa uns 20 minutos no tal sistema, cadastrando seus dados. Depois pediu autorização ao gerente, pois o comprovante que levei era de uma conta de junho (ufa, gerente autorizou), depois assinei vários papéis, e depois de mais algumas consultas ao gerente, me mandaram para outra fila de caixa para receber.
Dá para um lance assim progredir?
Joguei na minha conta e no aplicativo que só eu entro, mas tive que provar que aquilo impresso no meu ambiente virtual era meu.
Tive que provar onde moro, que tenho documentos, enfim, uma novela receber esse valor, que está abaixo de mil reais.
Fico imaginando quando tirar a Mega. Só deverei transferir a grana para minha conta depois da funcionária ouvir o testemunho que eu sou eu de umas 100 almas, mostrar com cópia reconhecida no cartório passaporte, carteira de sócio do ABC, funcional de trabalho, INSS em dia, sete certidões negativas e ainda ir numa sessão espírita com o gerente e ver se Maria Preá me certifica espiritualmente.
Com muita sorte e contando que a funcionária seja abecedista e o gerente flamenguista, devo conseguir a transferência financeira em uns 15 dias no mínimo.
Só pode.
Que situação, rapaz...

É tanta gente sendo presa, com pedigree político, que a questão é? Quem não tem babado?
Lendo sobre o escândalo do dia, vamos passeando pelos personagens: Lobão, Batata e quem assume agora é Manhoso.
Precisamos urgentemente de mais 100 Anos de Solidão. Macondo é "uma aldeia de vinte casas de barro e taquara, construídas à margem de um rio de águas diáfanas que se precipitavam por um leito de pedras polidas, brancas e enormes como ovos pré-históricos".
Que situação, rapaz...

A campanha política está começando a ficar engraçada. A gente posta algo sobre qualquer coisa, que não seja política, mas a turma engajada em alguma candidatura, seja por amor, seja por grana, entra logo de sola no post com aqueles quadradinhos e até opiniões mesmo.
Se o cara postar algo que o Mengão vai ser campeão brasileiro, por exemplo, a turma de Bolsonaro entra logo atirando, os lulistas dizendo que o juiz é ladrão também, pedindo VAR, enquanto os ciristas ficam dizendo que ele vai tirar o time do SPC.
Que situação, rapaz...

 

COMPARTILHE