o espaço das minhas coisas

Quinta, 08 de Agosto Que Situação por Flávio Rezende

Que situação...

Leio que Moro pediu a PGR que investigue crime de calúnia por parte do presidente da OAB.

Finalmente Moro faz algo contra os muitos que tentam denegrir sua atuação. 

Na minha avaliação já era para ter processado uma multidão. 

Que situação, rapaz...

 

Roubo do luxo. 

 

Depois que voltei a comer carne, após um período de quase 20 anos vegetariano, comecei a desejar caranguejo e lagosta. Os carangas no problem, tem preços altos mas acessíveis. 

Já as lagostas são puro luxo. Visitando o amigo Nelson Mattos Filho na sua aprazível Enxu, adquiri lagostas direto na fonte e curti umas sessões gastronômicas vendo o Mengão jogar.

Acabou e me indicaram a Produmar, onde peguei um quilo, pois o preço não é o de Enxu.

Planejando um jantar maravilhoso, passei primeiro numa padaria e em 6 minutos já estava de volta a moto, que tem aquele baú no meio e, ao levantar o banco, o mesmo estava solto e as lagostas livres.

O ladrão levou meu luxo e deve ter curtido uma noite inesquecível. 

Eu fiquei só no cheirinho. 

Que situação, rapaz...

 

Lula continua sendo um grande privilegiado do sistema. 

Para ele decisões rápidas e os supremos interrompem sessões para ouvir reclamos dos seus.

Para o resto dos mortais as filas e esperas sem fim.

E ainda tem quem ache ruim.

Que situação, rapaz...

 

Vez por outra alguém incomodado com algum post pergunta por qual motivo não escrevo sobre isso e aquilo. Ai vou no espaço do camarada e não consta nada sobre os assuntos propostos. 

Tem gente assim, posta sobre uma coisa só e quer que os demais sigam seu pensar.

Posso até focar mais em algumas coisas, mas não fico no face de ninguém perguntando se o cabra não tem outro assunto.

Isso vem muito de esquerdistas. Eles ficam muito chateados com posições de direita. Com nomeação de pessoas diferentes. Querem a todo custo um governo de direita com ministros e demais cargos preenchidos por pessoas alinhadas com eles.

Devem querer também os cargos de confiança. 

Suponho então ser a máquina pública a mãe desses mimados órfãos das tetas governamentais. 

Que situação, rapaz...

 

Presto atenção na TV e assisto uma reportagem sobre o Dia dos Pais, com foco na crise e que as lembrancinhas dadas vão endividar mais ainda as mães e filhos. 

Nos colégios são programados jogos de futebol e outros passatempos menores. 

Já no Dia das Mães não se fala em crise, nem em lembrancinhas, as festas escolares pareiam com mega produções e ai do pai que der uma máquina de lavar.

Que situação, rapá...

 

Precisamos eleger alguns vereadores, deputados, senadores e um presidente para acabar de vez com as mordomias. Elas nos deixam putos, nos fazem uns otários, babacas, etc.

Político tem que ser igualzinho a qualquer trabalhador. Salarialmente, pagar seu plano, celular, suas viagens, mudanças, colégio das crianças, aposentar igual, não ter tantos assessores de porra nenhuma, correios, celulares, nada de nada.

Só quando forem como nós, poderão saber de fato o que precisamos.

Como Deuses do Olimpo só querem mesmo continuar as mordomias e até indo além.

Que situação desagradável rapaz...

COMPARTILHE