o espaço das minhas coisas

Sexta, 20 de Março Que Situação por Flávio Rezende

Que situação, rapá...

Entre 1958-1961 ocorreu o que ficou conhecido como a "Grande Fome Chinesa (三年大饑荒)", anunciando a história que políticas econômicas equivocadas e outros fatores causaram fome em massa resultando em milhões de mortes. Afirmam que para não morrer, os chineses começaram a comer de tudo, até morcegos, ratos, etc.

O tempo passou, situação melhorou, mas o hábito permaneceu, fazendo crer que a tal gastronomia adotada por força da situação, não seja tão ruim assim.

Diante do exposto é correto por a culpa por vírus que surgem no território chinês a essa gastronomia digamos, exótica? Não acho! Analogamente podemos punir atualmente negros e brancos pela escravidão do passado? Os próprios negros escravizavam inimigos territoriais e os entregavam aos brancos, que davam sequência ao comércio. Não creio ser crível punir essas raças por esse passado.

Os petistas e demais colaboradores partidários ao serem pegos com a mão na cumbuca diziam que o roubo é histórico. Devemos isentar de culpar os meliantes, pelo fato da corte portuguesa ter dado início aos saques ao erário público desde priscas eras? Milhares de outros fatos históricos querem depositar no passado, algumas ocorrências contemporâneas. Alguns políticos a esquerda, direita, centro e até na órbita do poder que foi e no que está, dizem que a tal rachadinha é prática nacional, como uma pandemia parlamentar em todos os níveis.

Devemos criar a vacina da rachadinha, do corona e do tráfico de pessoas ou, ficar filosofando sobre a origem do universo das coisas? Me mantendo apartado de teorias conspiratórias, partidos, isso e aquilo, torço pela solução de todas as distorções.

Que situação, rapá...

COMPARTILHE