o espaço das minhas coisas

Segunda, 07 de Outubro Variedades por Fco Evangelista

Reflexão de Francisco Evangelista

 Tenha uma abençoada e feliz semana! Paz profunda 

 

 REFLEXÃO/GRATIDÃO 

 

Quando nos deleitamos ao comer uma fruta, um caju por exemplo, já que está na época, poderíamos nos sentir gratos à árvore que produziu tal fruta. 

Olhando para os cajueiros eu me pergunto: quanto tempo eles gastaram para produzirem as flores, maturis, castanhas e cajus? Assim, pensando em termos de dar e receber, nós devemos estabelecer um sentido mais profundo na relação com as árvores frutíferas e as demais espécies do reino vegetal. Nós sabemos que os cajueiros também recebem muitas coisas das nuvens, do sol e da terra. Em realidade, tudo o que existe tem que se relacionar com tudo mais de forma a ser e crescer. 

 É por isso que eu não me sinto grato apenas aos cajueiros, ateiras, serigueleiras, limoeiros, bananeiras, laranjeiras, coqueiros, mangueiras, etc., árvore, ma também eu agradeço às nuvens, ao sol, à terra, e assim por diante. Nós devemos ter gratidão ao Cosmos por tudo o que ele nos oferece para alimento. 

 Nesse sentido a vida deve ser uma constante Ação de Graças, e nós devemos agradecer, nessa ordem, primeiramente aos nossos pais, que nos permitiram reencarnar nessa vida; aos nossos mestres, que nos mostram a vida espiritual e nos ajudam a aprender viver dentro do aqui e agora; também, nós devemos agradecer aos nossos amigos que nos apoiam, especialmente em momentos difíceis, e também devemos agradecer a todos os seres nos mundos animal, vegetal e mineral por colaborarem com nosso apoio e manutenção. O sentimento de GRATIDÃO pode nos ajudar a lembrar de cultivarmos o elemento de COMPAIXÃO e BONDADE amorosa em nossos corações. FE

COMPARTILHE