o espaço das minhas coisas

Terça, 03 de Dezembro Variedades por Sai Baba

Reflexão de Sathya Sai Baba

 

O amor se desenvolve primeiro no colo da mãe. Os olhos do amor se fixam no rosto carinhoso da mãe. Em seguida, o amor se espalha para o pai, os irmãos e irmãs, os parentes, os amigos e colegas, a região e o idioma, o mundo e seu Criador. O “eu” que vive no corpo é como um leão em uma caverna. É o monarca da floresta, mas se limita a alguns poucos metros quadrados de chão rochoso. Que ele saia, renunciando àquela posse pequena. Enquanto vocês se confinarem à consciência corporal (“eu sou o corpo”), serão como o leão vagueando infeliz na caverna úmida! Não sintam que são o corpo (dehosmi). Rujam “Brahmasmi (eu sou Brahman)!” – eu sou tudo isto e muito mais, eu sou tudo o que isto já foi, é e será. Então, a pequenez, o tempo, o espaço, o ego, tudo isso fugirá do seu coração! Vocês serão Amor, Amor, Amor e nada mais. Quer dizer, vocês serão Divinos, unos com o Uno. (Divino Discurso, 29 de outubro de 1970)

 

COMPARTILHE