o espaço das minhas coisas

Domingo, 20 de Dezembro Variedades por Sai Baba

Reflexão de Sathya Sai Baba

Sem a firme fé na onipresença do Divino, a devoção não tem sentido. Ao se desenvolver a fé, a devoção é nutrida e a devoção permite que a pessoa enfrente todas as vicissitudes da vida com fortaleza e serenidade, considerando-as como concessões da Providência. No final, a devoção unidirecionada a Deus leva à união com o Divino.

Hoje a devoção começa com o ritual matinal do yoga (uma forma de adoração), progride ao meio-dia para bhoga (desfrute), e termina com roga (enfermidade) à noite. “Satatam yoginah”, diz a Gita. Estar absorto no Divino a todo momento é a marca de um yogi. Isso não pode ser alcançado em um pulo, mas sim através de uma prática constante. A autorrealização é a meta.

O amor é o meio. A vida pode alcançar sua plenitude através do cultivo do Amor. Todos devem se esforçar para alcançar essa plenitude preenchendo esta aventura humana com a doçura do amor e transformando-a em uma expressão da Divindade. Essa é Minha bênção para todos vocês. (Divino Discurso, 19 de janeiro de 1986)

COMPARTILHE