Quinta, 01 de Fevereiro Que Situação por Flávio Rezende

Vendendo areia num fevereiro festeiro

Acordo cedo e rapidinho parto para trabalho para bater logo o ponto, e poder sair mais tranquilo. Quando vou o trânsito ainda está legal e assim fica tudo mais light.
Ao ligar o rádio procuro as vezes música na 104 FM ou Universitária, e em outras vezes, quando o babado político está quente, vou atrás dos noticiários.
Hoje, nesse procurar por algo, sintonizei uma frequência religiosa e uma senhora dizia que o dia era muito importante, pois era a primeira quinta-feira do mês.
Achei estranho, afinal que importância tem a primeira quinta do mês, pensei meio ressabiado.
Depois disse que o mês era muito barra. Também fiquei assim, afinal fevereiro tem menos dias, um carnaval no meio para deixar tudo mais feliz e muitos aindam sentem o descanso das férias e ainda curtem as lembranças do veraneio.
Enfim, a pregadora parecia, ao meu ver, apresentar dificuldades para vender facilidades.
Não deu outra, depois de jogar o camarada no portal do umbral, começou a vender areia do deserto, água do rio Jordão, descarrego disso e daquilo, uma coisa tão barra, que pesado logo tratei de buscar um som para voltar ao paraíso.
Que situação rapaz...

COMPARTILHE