o espaço das minhas coisas

Sábado, 14 de Março Bafafá por Eva Potiguar

Viva Dia da Poesia

Sou mulher

Não sou flor 

Para ser despetalada 

Nem mercadoria

 Para ser comercializada 

Sou flor que se cheire  

Mercadora de emoções  

De amores em versos 

De poesias e canções 

Sou águia sobrevoando a tempestade

 Faca afiada que rasga 

Por direitos e liberdade 

 Consumo o medo 

 E a desgraça 

Desbravo meus rios e muralhas 

E correntes de ferro em brasas 

 Sou resistência e lutas 

Sou mulher de muitas vidas 

 De fogo, brisa e mar 

Sou curandeira de minhas feridas  

Cria das dores e das noites sem luar 

 

Eva Potiguar

4 de março

 Dia Nacional da Poesia

COMPARTILHE